Visite o portal Grupo Vidas
Clínica Internação Involuntária - Dependência Quimica - Clínica Feminina - Tratamento de Drogados, psicoterapia, psiquiatria

Não deixe que o achismo seja mais importante que o conhecimento e a capacitação na hora de salvar uma vida!

Olá, meu nome é (anônimo), estou enfrentando o problema das drogas na minha família, que para quem não sabe nada sobre o assunto, é muito complicado saber como lidar com a situação. No início não sabia nem por onde começar a buscar ajuda!

Ao pesquisar sobre formas e meios de tratamentos na internet, fiquei aliviado ao encontrar uma infinidade de sites de empresas que se denominam "especializadas no tratamento de álcool e drogas", acreditando que alguma, destas tantas clínicas, poderia tirar minhas duvidas e me ajudar a salvar meu ente querido, e acabar com o sofrimento de ver um membro da família morrendo aos poucos por causa das drogas.

Logo a busca por ajuda se torna desesperadora!

Entrei em contato com diversas "clínicas" e ouvi atentamente as informações que se diziam corresponder a um tratamento eficaz que tiraria meu familiar das drogas.

Questões como estrutura física, piscina, lagos, quadra poliesportiva, quartos com banheiros e restaurante foram abordadas com ênfase! Mas o tratamento ficava a desejar, e na maioria das empresas pesquisadas estas informações passadas não eram verdadeiras!

E é aí onde fiquei decepcionado a ver pessoas se aproveitando desta dificuldade para explorar pessoas como "eu".

Antes de tomar a importante decisão de tratar meu familiar em alguma clínica, percebi que a melhor forma de saber se estas empresas ou clínicas eram reais e sérias, era visitar pessoalmente cada uma delas.

Encontrei descaso e tratamentos desumanos!

Clínicas que diziam ter um atendimento especializado e na verdade eram os próprios pacientes que cozinhavam e limpavam toda a clínica, e também aplicavam medicações e faziam reuniões sobre a dependência química.

Logo comecei a me perguntar: Como um paciente, em tratamento, pode ter condições de tratar alguém se ele ainda não foi tratado, sem ter estudo e experiência sobre o tratamento de uma doença tão grave?

O que também me deixou inconformado foi ver que na maioria das clínicas, onde deveria ter 30 pacientes no máximo, tinham mais de 70 pacientes!

Até os atendimentos psicológicos, que diziam ser diários, ocorriam uma vez por mês ou nem isto, mesmo assim os pacientes recebiam medicação, sem orientação médica! Os terapeutas eram pessoas sem formação que apenas por conhecerem um pouco sobre programas que são utilizados universalmente em grupos como o N.A. e A.A., se denominavam terapeutas, colocando em risco uma vida ao invés de ajuda-la.

Vi também muitas clínicas onde o cigarro substituía as outras drogas, formando no chão um tapete de bitucas, deixando bem claro o descaso com a saúde dos pacientes. Clínicas com pacientes comprometidos fisicamente por causa do abuso das drogas e álcool e que não recebiam nenhuma assistência, sendo mantidas presas em ambientes imundos com medicações em excesso!

Muitas informações enganosas!

Durante as pesquisas que fiz vi muitas fotos de diversos profissionais como médicos, psicólogos, terapeutas e muitos outros, até que descobri que grande parte eram fotos e informações de pessoas que não trabalhavam na empresa, estagiários que não atuam na área, mas que estavam ali apenas para enfatizar o profissionalismo.

Outros casos são os de sites de empresas que nem se quer possuem alguma clínica e que apenas encaminham o paciente para outra clínica e depois saem de sena, ou seja, todas as promessas feitas durante a internação ficam pra traz e se houver algo errado não poderei cobrar, pois foram passadas por pessoas que não trabalham na clínica.

Outra grave situação destas empresas é a falta de documentação e amparo da lei para funcionamento.

Conheci até mesmo uma clínica onde recentemente aconteceu uma rebelião, aí me lembrei de que rebelião é coisa de cadeia, não de um ambiente de tratamento especializado! Como posso entender algo assim?

Desabafo!

O pior disso tudo é que nada é de graça, nós pagamos por isto, e não pagamos pouco! Pelo valor que pagamos é mais do que justo receber a atenção devida e ter um atendimento profissional que possa recuperar uma vida!

Por estes e por muitos outros motivos resolvi escrever essa carta e deixar algumas dicas para as pessoas, que como eu, estão buscando um tratamento verdadeiro e eficaz para um familiar que merece ter atendimento e ser bem tratado:

Visite as clínicas em que você fez contato, observando o atendimento e demais procedimentos.
Anote todas as informações passada e cobre cada uma delas.

Analise toda a documentação, o ambiente de trabalho e tratamento, peça informações sobre os profissionais e demais colaboradores que desenvolvem o trabalho na empresa.

Observe os pacientes que estão internados, vendo as condições dos mesmos, da higiene e estrutura, para que você contrate uma empresa que realmente irá tratar o seu familiar.

 

Não se esqueça, a dependência é uma doença, e deve ser tratada como tal!

Clínica Internação Involuntária - Dependência Quimica - Clínica Feminina - Tratamento de Drogados, psicoterapia, psiquiatria

Sorocaba/SP – Estrada do Império, 2.160 – Brigadeiro Tobias Genebra, CEP: 18100-495 ( Rodovia Raposo Tavares entre o Km 84 e 85 )

 

Site 21